77 9 9992-3542 / 9 9997-0777 redacao@brumadoagora.com.br 23 de Fevereiro de 2017
voltar ao topo

Brumado Agora

Resultado da busca pela categoria "artigo"

Artigo: Somos grandes; podemos mais

Por Manoel Matos
Terça, 17.Mai.2016 | 12h00




Artigo: Somos grandes; podemos mais
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Ser campeão baiano sempre é muito bom. Sobre o rival é melhor ainda. Mas a festa poderia ser ainda mais grandiosa. O público pagante em cada um dos jogos decisivos foi de 20 mil. O que poderíamos fazer para este público fosse melhor? Convencimento? Valorização? Será que todos os valores desta atividade econômica estão engajados e entendem a importância de produzir um entretenimento com intensa emoção e paixão? Hoje tenho a consciência que, se todos se unirem com este objetivo, teremos força suficiente para transformar ainda mais estão paixão em um grande negócio para todos os envolvidos e, consequentemente, teremos times mais fortes e competitivos. O fortalecimento da região Nordeste no futebol brasileiro é evidente e quem nega essa evolução não quer enxergar o óbvio. Mas ainda falta maior envolvimento e empenho de todos os atores neste mercado tão peculiar, o da bola.


Artigo: De guardião a algoz da Constituição em uma tarde

Por João Rafael Amorim
Segunda, 22.Fev.2016 | 11h00




Artigo: De guardião a algoz da Constituição em uma tarde
Foto: Divulgação

Na conjectura pós-moderna, crescente ainda a inversão de valores predeterminados em uma Constituição de um Estado Democrático de Direito, que elenca em seu rol princípios e direitos fundamentais que ainda carecem de identidade, reconhecimento e implementação.

Não é contrassenso pensar que uma sociedade que prevê em sua Carta Política o direito de que “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória”, ainda possui uma população “raciocinando” de uma forma que antevê a promulgação dos direitos e garantias fundamentais em sua Carta Constitucional.


Artigo: Você tem um plano de metas?

Por Carlos Prates
Sexta, 18.Dez.2015 | 10h00




Artigo: Você tem um plano de metas?
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Um novo ano se aproxima e as esperanças se renovam. É tempo de fazer uma avaliação do que foi conquistado em 2015 e traçar novas metas para 2016. Sugerimos que leia e releia este breve artigo e debata as ideias com os seus familiares. "Meta é caminho ou o passo a passo para se chegar a um objetivo. É um marco, um limite, um desafio, algo que se pode realizar, uma etapa a ser atingida dentro de um objetivo, no seu topo ou em parte. Uma ou mais metas podem ser necessárias para se alcançar, por completo, um objetivo. Elas devem ser sempre quantificadas." Seguem alguns passos importantes para você elaborar ou aprimorar o seu plano de ação:


Brumado: Dr. Thiago Torres fala sobre o Novembro Azul

Por Thiago Torres
Terça, 10.Nov.2015 | 17h30




Brumado: Dr. Thiago Torres fala sobre o Novembro Azul
Foto: Brumado Agora

Novembro Azul é o nome dado no Brasil a um movimento internacional criado para a conscientização a respeito do câncer da próstata e outras doenças que afetam os homens. Assim como acontece no caso do Outubro Rosa (em que edifícios ficam iluminados com cor de rosa), durante o Novembro Azul, monumentos e edifícios relevantes são iluminados com a cor azul, como acontece com o Cristo Redentor e o Congresso Nacional. De todos os tipos de câncer, o de próstata é o sexto mais comum no mundo e aquele que mais afeta os homens. Sete novos casos da doença surgem a cada hora. O diagnóstico precoce é essencial para o tratamento. Com uma estimava anual de 69 mil novos casos, a chance de cura pode chegar a 90% quando descoberto ainda no início pelo médico urologista.  Os sintomas associados ao câncer de próstata só aparecem nos casos avançados, sendo que no início da doença não se percebe alterações ou sintomas. Por isso, a recomendação da Sociedade Brasileira de Urologia é que todos os homens que tenham mais de 50 anos façam a prevenção anual. Aqueles que são da raça negra ou que tenham história na família de câncer de próstata devem iniciar a prevenção aos 45 anos, devido ao risco maior de aparecimento da doença. A prevenção deve ser feita com o exame de toque em conjunto com o exame de sangue (PSA). Essa associação aumenta a chance de ser feito o diagnóstico. Além disso, o Novembro Azul também é um mês de conscientização do diabetes, afinal de contas, o dia 14 de Novembro é assinalado como o dia mundial do diabetes. Também existem outras iniciativas criadas para lembrar do combate aos problemas relacionados com a saúde masculina. Por exemplo, alguns homens aderem ao November (palavra em inglês que consiste na junção de moustache - “bigode” em inglês - e November  - “Novembro” em inglês), deixando crescer o bigode durante o mês de Novembro. Portanto, você, leitor do sexo masculino, tendo ou não um bigode, não deixe de fazer sua prevenção. Não tenha preconceito! Consulte um urologista.  *Estimativas para o câncer de próstata 2014 do Instituto Nacional do Câncer (Inca)


Artigo: A liderança empreendedora e os seus estilos

Por Carlos Prates
Domingo, 04.Out.2015 | 10h15




Artigo: A liderança empreendedora e os seus estilos

Existem diversos estilos e não é simples afirmar qual o melhor, uma vez que cada um deles é mais vantajoso em determinada situação: I) Líder facilitador – como o próprio nome indica, ele auxilia os seus seguidores a identificarem os seus valores, interesses, metas e objetivos. 2) Líder avaliador – informa aos colaboradores os critérios pelos quais eles serão julgados, diz como está seu desempenho e indica ações para o aperfeiçoamento. 3) Líder conselheiro – ajuda os membros da equipe a identificarem metas próprias, relacionadas à carreira, estimula e facilita o acesso aos recursos materiais e financeiros que irão proporcionar o desenvolvimento dos mesmos.


Varejo: atender bem é simples mas não é fácil

Por Carlos Prates
Segunda, 31.Ago.2015 | 12h00




Varejo: atender bem é simples mas não é fácil

Na semana passada o Jornal Nacional exibiu uma reportagem, informando que o Brasil está em penúltimo lugar em pesquisa sobre simpatia dos vendedores. Nos últimos dias eu tenho andado pelo comércio de Brumado, Vitória da Conquista, Ipiaú, Gandu, entre outras cidades. Tenho percebido que o humor dos vendedores está sendo impactado pela atual situação econômica. Porém, esse não é o único motivo; poucos são os empresários e profissionais que atuam no comércio varejista que buscam investir em treinamento diário, buscando inovar e conhecer em detalhes os produtos e serviços que comercializam.


A importância do marketing pessoal

Por Carlos Prates
Domingo, 09.Ago.2015 | 12h00




A importância do marketing pessoal

No próximo dia 29 de agosto, no CTB, em Brumado, realizarei o curso Falando em público com Sucesso. Entre os vários temas, selecionei para você algumas dicas sobre a importância do marketing pessoal. Confira: Talvez você nunca tenha parado para pensar, mas temos algumas semelhanças com os produtos e serviços que consumimos no dia a dia: Temos um nome, uma embalagem, atendemos necessidades, somos encontrados em um determinado local, cobramos pelos serviços e fazemos propaganda, divulgando as nossas habilidades e competências profissionais.


As lições de Steve Jobs sobre atendimento e vendas de excelência

Por Carlos Prates
Terça, 14.Jul.2015 | 09h00




As lições de Steve Jobs sobre atendimento e vendas de excelência
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Vender sempre foi e será uma das mais importantes habilidades profissionais que devemos ter. É uma das mais antigas e difíceis profissões. Os grandes vendedores são, antes de tudo, profundos conhecedores dos seus produtos e serviços, bem como dos desejos e necessidades dos seus clientes. Steve Jobs foi um grande líder, que tinha verdadeira paixão pelo que fazia. Segundo as suas próprias palavras, a sua empresa, Apple, existe “para tornar melhor a vida dos seus clientes.”


Artigo: Vender é saber emocionar a si próprio e aos clientes

Terça, 23.Jun.2015 | 09h30




Artigo: Vender é saber emocionar a si próprio e aos clientes
Foto: Reprodução

Por Carlos Prates
 

De forma direta e indireta, a emoção está presente a todo instante no processo de compra e venda. Para que você e a sua Equipe possam ser bem sucedidos no atendimento e nas vendas, é necessário construir e manter uma atmosfera de emoções, envolvendo a exposição dos produtos, beleza e praticidade da loja, qualidade dos produtos e serviços, entre outros aspectos. Porém, o mais relevante é proporcionar experiências agradáveis ao perfil de cada cliente. Fazer com que ele perceba que vale a pena comprar na sua empresa e não na concorrência. Estas experiências gratificantes para o cliente são resultantes de produtos e serviços que ele deseja, além de facilidades para comprar, pagar e a interação com os profissionais da loja.


Varejo: Como usar a criatividade para aumentar as vendas

Terça, 16.Jun.2015 | 08h00




Varejo: Como usar a criatividade para aumentar as vendas
Foto: Reprodução

Por Carlos Prates

 

Possuir a capacidade de criar é algo imprescindível para a vida pessoal e profissional. O mundo está mudando e o comércio varejista precisa se adaptar aos novos tempos. As sugestões abaixo mencionadas foram reunidas em sala de aula e junto aos trabalhos de consultoria para diversas empresas de varejo. Sugerimos que você leia e debata com os colegas de Equipe, fazendo as adaptações necessárias: 1) Saiba que há um tesouro em sua cabeça, uma mina de ouro entre as suas orelhas. Os profissionais que atuam em loja, notadamente os gerentes, vendedores, caixas e estoquistas são os olhos e ouvidos da Empresa;


Campeões de vendas: a arte de saber perguntar

Quarta, 10.Jun.2015 | 09h30




Campeões de vendas: a arte de saber perguntar

Por Carlos Prates

 

Infelizmente, muitos profissionais que atuam como vendedores, perdem excelentes oportunidades de aumentar os seus ganhos e prestar um excelente atendimento, por não saberem perguntar de forma adequada. Vender e atender são, antes de tudo, um diálogo entre as partes interessadas. O que você pergunta estabelece como a comunicação irá se desenvolver. No varejo, um dos maiores equívocos dos atendentes e vendedores é perguntar: - “Posso ajudar?” Na maioria das vezes os clientes dizem que não ou inventam uma desculpa, a exemplo de “só estou dando uma olhada”, “estou passando o tempo e não vou comprar nada”. Se você quiser entender os motivos  emocionais e racionais porque o cliente compra, aprenda a fazer perguntas abertas, ou seja, as que permitem o cliente falar e não apenas responder de forma monossilábica – SIM / NÃO. A qualidade das suas perguntas diz se você é um vendedor inteligente e bem informado. A primeira lição de um Campeão é conhecer os produtos e serviços que vende. Ao estudá-los, pense com a cabeça do seu cliente, identificando as suas necessidades e desejos. Procure sempre valorizar as necessidades do seu cliente e crie um relacionamento amistoso. Se ele não comprar a sua imagem e não acreditar no que você diz, a venda estará perdida. Não seja imediatista e cultive um relacionamento duradouro com o seu cliente. Tenha sempre um cartão de visitas em mãos. Mesmo que no momento o cliente não compre, agradeça pela sua presença e coloque à disposição para futuros negócios. A melhor propaganda que existe é a recomendação do consumidor, agora ainda mais incrementada com as redes sociais. Procure se diferenciar da concorrência, principalmente através de um atendimento de excelência e que encante o cliente e faça-o retornar e indicar para as pessoas do seu meio social. Finalizando, lembre-se de que as excelentes perguntas são capazes de trazer as melhores respostas. Saber qual é o problema, sinaliza que as soluções estão prestes a acontecer. No mês de julho eu lançarei em Brumado, o Manual de Atendimento, Vendas, Negociação e Comunicação, com a finalidade de auxiliar os profissionais do varejo a incrementarem as suas ações de vendas e a excelência no atendimento ao cliente.


Ideias para inserir os jovens no mercado de trabalho de Brumado

Sábado, 06.Jun.2015 | 11h00




Ideias para inserir os jovens no mercado de trabalho de Brumado
Reprodução

Por Carlos Prates

 

Na semana passada eu escrevi o artigo “ideias para aumentar o emprego e a renda em nosso município”. Hoje, comentarei sobre a importância e os desafios que Brumado tem pela frente para incentivar os jovens a ingressarem no mercado de trabalho. Com a finalidade de contribuir para o debate sobre esse tema relevante, estou elaborando  projeto mais detalhado, que enviarei até o dia 15 de junho ao Sr. Aguiberto Lima Dias, Prefeito Municipal e ao Sr. Alessandro Lôbo, Presidente da Câmara de Vereadores. Há seis anos escrevo no portal www.ibahia.com o Blog de Empregos e as principais perguntas e desabafos que recebo estão relacionados com os jovens e os seus desafios para construírem uma carreira profissional. O mercado de trabalho é cheio de incoerências e uma das mais graves é exigir experiências dos jovens profissionais e ao mesmo tempo criar barreiras para que os mesmos possam desenvolver as habilidades e competências necessárias. O setor privado, normalmente faz tais exigências porque deseja rapidez na preparação do seu funcionário e também para economizar com treinamentos, uma vez que isso gera despesa e necessita de tempo. Tentar mudar essa realidade é muito difícil e demandará muitos anos, embora as empresas de vanguarda já estejam percebendo a importância de investir nos jovens. Especificamente em Brumado, tenho percebido que há pouquíssimas políticas públicas e ações eficazes para desenvolver os jovens talentos. Para mudar essa realidade é necessário investir em parcerias com as empresas do setor privado, a exemplo das empresas de mineração e do comércio varejista. O maior desafio consiste em desenvolver ações junto aos jovens e aos seus familiares, notadamente os de baixa renda e escolaridade. Reconheço que a educação em nosso Município tem melhorado nos últimos anos, porém, o ensino técnico parou no tempo. É preciso que as lideranças políticas envidem esforços para trazerem cursos técnicos do SANAI, SENAC, SEBRAE, além da Escola Técnica, que está em fase de implantação em nossa Cidade. Por outro lado, não basta ter os cursos, se a falta de interesse de muitos jovens faz com que as turmas sejam pequenas e a desistência no decorrer dos eventos seja grande. É necessário despertar o interesse dos jovens e dos seus pais, mostrando a eles os benefícios desses cursos. Finalizando, é necessário que os empresários de Brumado e as suas Entidades de Classe participem mais, no sentido de darem oportunidades de trabalho aos jovens e que eles voltem a sonhar com um futuro melhor.


Brumado: ideias para aumentar o emprego e a renda em nosso município

Domingo, 31.Mai.2015 | 09h55




Brumado: ideias para aumentar o emprego e a renda em nosso município
Foto: Reprodução

Por Carlos Prates

 

Há 28 anos resido em Salvador, e nos últimos anos tenho permanecido mais tempo em Brumado e na Região Sudoeste. Exatamente por ter ficado tanto tempo ausente da minha querida cidade, percebo nas conversar formais e informais com os meus conterrâneos, bem como através das visitas aos Municípios, que todos nós necessitamos nos reinventar, notadamente as lideranças políticas, para que Brumado continue crescendo, visando gerar novos empregos e renda. Assim, de forma resumida, irei mencionar algumas alternativas que podem contribuir para tal objetivo, Estou elaborando um projeto mais detalhado, que enviarei até o dia 15 de junho ao Sr. Aguiberto Lima Dias, Prefeito Municipal e ao Sr. Alessandro Lôbo, Presidente da Câmara de Vereadores. Estas são algumas das sugestões que colhi junto a amigos e ex-alunos: 1) Criação e ampliação dos serviços públicos e privados. A cidade de Vitória da Conquista é um ótimo exemplo para ser seguido. Ela soube se reinventar e além do Polo de Saúde da Região, nos últimos anos tem se destacado como Polo Educacional. Isso significa milhares de pessoas residindo, visitando e de passagem, em direção a outros municípios. Dessa forma, milhares de empregos são gerados nos setores Públicos e Privados; O ponto forte de Brumado é possuir uma economia diversificada, através das indústrias de minérios, comércio varejista em crescimento, empregos públicos e ampla base de profissionais aposentados. Embora a agricultura seja pequena, também auxilia na geração de emprego e renda e tem potencial para crescer. Para melhorar a qualidade dos serviços oferecidos aos clientes, é necessário que a Prefeitura Municipal tenha como uma das suas principais estratégias, o treinamento e a qualificação dos servidores públicos. Por outro lado, o setor privado, notadamente os empresários e as suas entidades, devem estar atentos para a urgente necessidade de qualificação dos seus profissionais. 2) Investimento em cultura e turismo. Com raríssima exceção, a Brumado de outrora nunca valorizou a cultura. A Brumado de hoje necessita compreender que a cultura e o turismo são forte aliados para abrir a mente e os corações das pessoas, bem como para gerar emprego e renda. De dezembro a março (verão), milhares de pessoas, oriundas do Distrito Federal, Goiânia, Tocantins, entre outros Estados da Federação, transitam pelo município (ou apenas pelo Anel Rodoviário) com destino às cidades litorâneas. Se essas pessoas ficassem em Brumado por um ou dois dias, estaríamos gerando centenas de empregos fixos e temporários. Vejamos outros exemplos, que necessitam de aperfeiçoamento e servem apenas para ilustrar o que podemos realizar: 2.1. Festivais gastronômicos e de músicas – Bode, carne do sol, aipim (mandioca), cachaça, umbu, melancia e do FEMP – Festival Estudantil de Música Popular. Além de alcançar o  público de Brumado, podemos divulgar nos municípios circunvizinhos; 2.2. Museu da Cidade, que já existe (antiga agência dos Correios) que deve ser ampliado, para contar a história de Brumado e também da importância das indústrias de minério; 2.3. Turismo de aventura – passeio pela Serra das Éguas, utilizando os mais variados meios de transportes, a exemplo de motos, bicicletas, carros grandes (Caminhão Terex e Jeep) para fazerem trilhas; 2.4. Criação do Balneário de Cristalândia (ou em outro local), semelhante ao que existe em Livramento de Nossa Senhora, para que as pessoas possam se divertir nos finais de semana; 2.5. Criação de um espaço (fundo do antigo Mercado Municipal ou a parte frontal do atual Mercado) a ser utilizado quinzenalmente para a exposição de artesanatos regionais e venda de comidas típicas; 2.6. Bibliotecas e cinemas itinerantes, objetivando incentivar a leitura e a “sétima arte”, despertando novos sonhos nos jovens e adultos; Em virtude da limitação do espaço, na próxima semana irei detalhar mais algumas ideias, direcionas à inserção do jovem no mercado de trabalho. Gostaria de contar com a sua participação, enviando sugestões para o meu e-mail: pratescarlos@uol.com.br


Artigo: A emoção vende

Segunda, 25.Mai.2015 | 08h30




Artigo: A emoção vende

Por Carlos Prates

 

De forma consciente ou não, vendemos produtos, serviços e a nossa própria imagem.  Para termos eficácia em vendas, devemos refletir sobre os motivos que levam os nossos clientes a comprarem. Há algum tempo eu li essa frase: “Vivemos para obter prazer e evitar sofrimentos”. Conscientemente ou não, o cliente compra um televisor, geladeira, carro, camisa, sapato ou qualquer outro bem, motivado pela sensação de prazer e de merecimento. Normalmente, as decisões de compras ocorrem primeiro na emoção e depois as justificamos com argumentos racionais. “Eu mereço. Trabalhei muito esse ano...” Há um outro fator que impulsiona a venda e está relacionado com o status pessoal e de crescimento social. É comum comprarmos um produto porque uma outra pessoa o comprou e desejamos imitá-la ou mostrar para ela que também possuímos dinheiro para tal. A propaganda feita no Brasil e no Mundo utiliza testemunhos de celebridades e especialistas para influenciar o consumidor na hora da compra. Um outro desejo que temos é o de “pertencer” a um determinado grupo social. A emoção nos impulsiona para comprar, porque ela não é lógica. Se assim fosse, não teríamos inúmeros produtos que usamos apenas uma ou duas vezes e depois os deixamos guardados ou fazemos doações. Liquidação e descontos são as duas palavras que mais chamam a atenção dos consumidores. Às vezes eles são persuadidos a comprar um produto, pela agradável sensação de que “ganharam” da empresa ou porque fizeram uma compra “inteligente”.  Numa liquidação é comum o cérebro ficar “cego” e a emoção agir com total liberdade. Talvez esses e outros fatores justifiquem os motivos de tantas compras no Natal e Rèveillon. Além do hábito de dar e receber presentes nessa época do ano, temos no Rèveillon a renovação da esperança de que o ano seguinte será melhor. Da próxima vez em que estiver vendendo ou comprando um produto, analise cuidadosamente o fator emoção. Como sabiamente afirmaram Roberto e Erasmo Carlos “...se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”.


Artigo: 10 dicas para tornar-se um grande vendedor

Terça, 19.Mai.2015 | 07h29




Artigo: 10 dicas para tornar-se um grande vendedor

Por Carlos Prates


Na segunda quinzena de junho, o professor e escritor brumadense lançará no Município o Manual de Atendimento, Vendas, Negociação e Comunicação (foto). Confira algumas sugestões para você aprimorar a capacidade de atender e de vender: 1) Acredite no seu potencial de vendedor. Afirme isso diariamente e trabalhe com persistência e criatividade, procurando novas informações – livros, revistas, CDs, DVDs, internet - que contribuam para aumentar as vendas dos seus produtos e serviços. Lembre-se de que o sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã; 2) Observe os melhores vendedores da sua loja e da concorrência, leia bons livros e assista a vídeos. Molde a sua personalidade, adaptando o que julgar mais adequado a sua personalidade. Há grandes empreendedores, famosos e anônimos que podem nos auxiliar com os seus exemplos de sucesso e criatividade na arte de atender e vender; 3) O Gerente e o VR - Vendedor Referência, podem ser grandes mestres de vendas para você. Tenha humildade para aprender com eles e com os demais colegas; 4) Crie uma lista de objetivos de venda que deseja alcançar a curto, médio e longo prazos. Tenha foco no que deseja alcançar, seja persistente e otimista. Constantemente, visualize os benefícios dos seus esforços; 5) Enfrente os obstáculos que estejam atrapalhando a sua carreira de vendedor. Alguns dos mais comuns são: o medo do “NÃO”; procrastinação, ou seja, o hábito de ficar adiando as ações necessárias; desorganização e falta de planejamento e tempo para as ações mais importantes e que levarão ao alcance dasmetas; 6) O mais importante em vendas é ter paixão pelo que faz e comercializa. Se você não tem paixão pelo que vende, busque mudar de empresa; 7) Leve a sua carreira profissional a sério e não seja apenas mais um “tirador de pedidos” que atua no varejo; 8) Desenvolva a capacidade de motivar a si próprio, seja persistente e criativo; 9) Desenvolva conhecimentos em marketing de varejo e de serviços. Essa ciência vem cada vez mais impactando a maneira de atender e vender, presencial ou virtualmente; 10) Saiba emocionar a si próprio e principalmente os seus clientes. Leia e releia o próximo tema, pois ele é “a diferença que faz a diferença” na hora de atender e vender.


Artigo: Os principais erros no atendimento ao cliente

Segunda, 04.Mai.2015 | 08h30




Artigo: Os principais erros no atendimento ao cliente

Por Carlos Prates
 

Fique atento as suas ações e também as dos colegas, na hora do atendimento e nas vendas. Corrija o mais rapidamente possível os eventuais equívocos, antes que a sua loja perca mais um cliente. a) Falta de atenção ao cliente. Esse é o mais comum e ele possui outras vertentes, tais como achar que o cliente não tem dinheiro ou não deseja comprar (é “caroço”), preconceito racial ou de classe, falta de concentração e conversas desnecessárias entre os vendedores e demais funcionários da loja; b) Comunicação verbal e corporal inadequada. O mais comum é o vendedor falar demasiadamente e não ter a capacidade de ouvir e entender o que o cliente deseja. Ansiedade para fechar a venda, preguiça ou lentidão para atender ao cliente. Timidez ou não possuir a desenvoltura necessária para gerar empatia e conquistar o consumidor. A comunicação é a base das transações comerciais. O funcionário que não sabe  se comunicar terá inúmeras dificuldades para alcançar as suas metas; c) Falta de cortesia e educação dos atendentes, vendedores e gerentes. Cortesia e educação são essenciais para conquistar e manter os clientes. Há pessoas que atendem com má vontade e isso é externado no seu tom de voz, semblante e na forma de caminhar. Se o gerente for do tipo mal educado e grosseiro, a tendência é que uma grande quantidade de colegas da equipe copie o seu modo de agir. Normalmente, agimos conforme os nossos líderes; d) O mix de produtos está inadequado ao público-alvo ou há falta de produtos. Às vezes a loja não consegue vender porque os produtos não são adequados às necessidades dos clientes ou o sistema de estoque está com falhas; e) O atendimento telefônico é ruim. Esse talvez seja um dos pontos mais fracos das lojas, pois o atendimento por telefone costuma ser negligenciado pela gerência e também por muitos funcionários. Se o cliente for até a loja ele não “terá a porta batida em seu rosto”. Porém, pelo telefone, é comum não ser atendido ou chegar ao cúmulo de um funcionário “derrubar” a ligação para não atendê-lo. Junto a tudo isso, há uma má vontade quase generalizada em atender ao telefone, bem como a falta de conhecimentos técnicos para um serviço de excelência. f) Outros motivos. Há vários tipos de erros e a melhor maneira de identificar quais são é estar atento ao comportamento dos atendentes, vendedores e clientes. Esta é uma das principais funções do gerente da loja e demais colaboradores. Além disso, deve-se realizar pesquisas formais e informais junto aos clientes.


Artigo: Varejo - Manual de Atendimento, Vendas, Negociação e Comunicação

Terça, 28.Abr.2015 | 17h30




Artigo: Varejo - Manual de Atendimento, Vendas, Negociação e Comunicação

Por Carlos Prates
 
Em maio, Carlos Prates, professor e escritor brumadense, lançará em Brumado e Região Sudoeste, esse manual de orientações, com a finalidade de auxiliar os empresários, atendentes, vendedores, caixas, estoquistas e demais profissionais, a melhorar o atendimento ao cliente e incrementar as vendas. Confira um breve resumo das ideias: Técnicas de Atendimento - Aatender bem é simples mas não é fácil. O QUE VOCÊ DEVE FAZER: A boa vontade e o real interesse em servir ao próximo são capazes de fazer você superar eventuais deficiências técnicas. Ao desenvolver esses novos conhecimentos, você alcançará a excelência no atendimento ao cliente. √ Seja cordial - você deve atender bem a qualquer cliente. Para  isso, necessita superar eventuais preconceitos ou uma  má impressão inicial que o cliente cause. O tratamento "senhor" e "senhora" deve ser dispensado mesmo a jovens, a  não ser que o cliente autorize explicitamente o “você". Caso ele demonstre que gosta de ser chamado de “doutor”,  passe a fazê-lo e de forma natural. Não generalize o tratamento de “doutor”, pois soa falso e a maioria não gosta deste tratamento.


Artigo: 'William Bonner' o que podemos aprender com ele?

Terça, 14.Abr.2015 | 18h00




Artigo: 'William Bonner' o que podemos aprender com ele?
Foto: Divulgação

Por Carlos Prates

 

Esse profissional está presente em milhões de lares, segunda à sexta-feira. É visto, analisado, criticado e elogiado por milhões de pessoas.. Vejamos um resumo da sua trajetória profissional: Formou-se em Comunicação Social com ênfase em Propaganda e Publicidade pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Iniciou a carreira profissional em 1983, como redator publicitário. No ano seguinte, na Rádio USP FM, tornou-se locutor. Em 1985 começou a trabalhar na TV Bandeirantes SP, como locutor e apresentador. Em junho de 1986, convidado pela TV Globo de São Paulo, transferiu-se para a emissora, onde passou a acumular a função de apresentador com a de editor de uma edição do telejornal local, SPTV. Em 1988, tornou-se também apresentador do Fantástico. No ano seguinte, transferiu-se para o Rio de Janeiro. Apresentou o Jornal da Globo entre 1989 e 1993 ao lado de Fátima Bernardes, o Jornal Hoje (de que foi editor-chefe entre 1994 e 1996) e, desde abril de 1996, o Jornal Nacional, jornal que apresenta na TV Globo.


Artigo Aposentadoria: Oportunidades e ameaças

Segunda, 06.Abr.2015 | 08h03




Artigo Aposentadoria: Oportunidades e ameaças
Foto: Brumado Agora

Por Carlos Prates

 

Aposentar não significa deixar de ter uma atividade. É claro que cada pessoa tem a sua história de vida. Algumas pessoas quando aposentam preferem não mais voltar ao mercado de trabalho. Outras, mudam de profissão, voltam a estudar, desenvolvem trabalhos filantrópicos. A seguir, relacionamos algumas das principais mudanças no comportamento do aposentado: 1) Aumento do tempo de vida depois da aposentadoria. Como todos sabemos, a média de idade está aumentando e o tempo após a aposentadoria está ficando maior, sem contar que algumas pessoas deixam de trabalhar em pleno vigor físico e intelectual; 2) Novas tecnologias possibilitam trabalhar em casa e o contato com outras pessoas. Com o advento da internet, celular e fax estão facilitando o teletrabalho (trabalho a distância). Essas tecnologias permitem a interação com as demais pessoas; 3) Opções para voltar a  estudar e/ou dedicar a outra profissão. Testemunhamos inúmeros exemplos de pessoas que voltaram a estudar e construíram uma nova profissão. Outras voltaram a estudar por realização pessoal, objetivando também ampliar os seus relacionamentos. As dúvidas são inúmeras e cada pessoa tem as suas peculiaridades. Utilizando um bom planejamento, através de informações colhidas junto às pessoas que se aposentaram, bem como um diálogo franco com os familiares, você esclarecerá algumas dessas dúvidas: I) Quando devo me aposentar? Se você estiver sentindo-se bem e houver possibilidade de continuar trabalhando, talvez seja melhor adiar a aposentadoria. Você deve levar em consideração, também, os aspectos de natureza financeira. Em resumo, faça um diagnóstico da situação e analise as oportunidades e ameaças. Tenha planos para o melhor e o pior cenário. II) O que eu tenho a ganhar?  Mais tempo para si  e para a família, realizar novas metas e a possibilidade de trabalhar em outra profissão. É comum dedicarmos uma vida inteira a uma profissão que pouco nos realizou, mas, nos proporcionava “segurança” no emprego, status, benefícios sociais. Se este for o seu caso, que tal pensar numa nova profissão? III) O que tenho a perder? Em quase todas as aposentadorias, a redução de salário é fato comum. Além disso, dependendo da sua relação emocional com a empresa e a sua atividade, poderá sentir saudade do ambiente de trabalho, status, relacionamento social, entre outros fatores. Normalmente, o aposentado sente alívio nos primeiros meses da aposentadoria e posteriormente um vazio interior. Conforme dissemos, cada caso tem as suas peculiaridades. IV) O que fazer com o tempo “ocioso”?  Desenvolva o “ócio criativo”. Volte a estudar, leia, leia e leia. Conheça novos lugares e pessoas. Dê mais carinho e atenção aos seus familiares. Tenha cuidado com os jogos de azar e o álcool, pois eles estarão sempre rondando a sua mente. Há um ditado popular que afirma: “mente ociosa, moradia do diabo.” V) Como posso melhorar o convívio familiar? Conforme afirmamos, proporcione mais carinho e atenção para o cônjuge, filhos e netos. Desenvolva / aprimore o gosto por atividades domésticas. Crie novas rotinas - andar, nadar, escrever, trabalhar, dançar. VI) Como gerir as finanças? Faça um orçamento familiar, evitando  gastar mais do que ganha. Inevitavelmente, o seu padrão de consumo terá que ser reduzido. Não empreste dinheiro. Ele é a sua reserva (avalie os riscos). Não coloque um negócio próprio (avalie os riscos). Assim, esteja preparado para tomar essa difícil decisão, pois mais cedo ou mais tarde você terá de fazê-lo. Se você é jovem, pense no futuro e não esqueça de investir em previdência, para dispor de renda na aposentadoria.


Criatividade para reduzir despesas e enfrentar as turbulências econômicas e políticas

Sábado, 28.Mar.2015 | 09h30




Criatividade para reduzir despesas e enfrentar as turbulências econômicas e políticas
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Por Carlos Prates

 

Os especialistas afirmam e já estamos sentindo na pele os efeitos maléficos do baixíssimo crescimento do PIB – Produto Interno Bruto de 2014 e o agravamento da situação econômica nos primeiros três meses de 2015. Creio que iremos necessitar fazer muita economia e reduzir despesas, bem como segurar com unhas e dentes os empregos. Para tal, precisaremos de criatividade, motivação, apoio familiar e uma boa pitada de sorte. Assim, relacionamos algumas dicas para estimular a criatividade. Avalie o que pode ser útil para a sua vida pessoal e profissional: 1)     Faça um plano de ação, em conjunto com os seus familiares, objetivando analisar  o orçamento doméstico (receitas e despesas), o que fazer para aumentar as receitas e diminuir as despesas; 2)     Idem, para avaliar como está o seu emprego e dos seus familiares, quais as oportunidades e ameaças, com a possibilidade de piora da situação econômica do país; 3)     Aprimore a sua capacidade de leitura e busque mais notícias relacionadas à economia e a sua atividade profissional; 4)     Veja de que maneira você poderá contribuir para que a sua empresa economize e aumente as vendas. Isso sinalizará para os seus chefes o quanto você está comprometido; 5)      Faça anotações e tenha sempre em mãos, papel, caneta e lápis. Pesquisas afirmam que tendemos a esquecer mais de 80% do que julgamos lembrar. Quantas mensagens você recebe por dia? Não confie somente na memória. Use também a memória do seu computador, agenda, caderninho e tudo que for necessário; 6)     Quando estiver diante de situações difíceis, busque a calma e depois parta para a solução. Ataque os seus  problemas de maneira ordenada. Tem um ditado popular que afirma: “ao descobrir qual é o problema, você já encontrou  metade da solução”. Se  você definir erroneamente o problema, as soluções serão ineficazes. 7)     Sempre que possível,  tenha atitudes positivas e otimistas. Nenhuma crise econômica, por mais difícil que seja, será para sempre. Alguns economistas falam que em 2016 a mesma será amenizada. Pelo sim e pelo não, tenha um plano que contemple até 2017. 8)  Escolha um lugar para pensar  alguns minutos por dia. Há pessoas que preferem o quarto, outras, o banheiro; quando estão caminhando, fazendo amor, ouvindo música, na internet, dançando, cozinhando, dirigindo. E você, quais os seus locais preferidos? Durante a minha vida eu já enfrentei muitas crises econômicas e situações turbulentas. Creio que o atual momento é muito difícil, pois envolve aspectos políticos, moral, ético e tudo isso está contaminando a economia e a confiança de todos nós que fazemos parte do imenso Brasil. Vamos pensar e agir com autoconfiança, sem perder de vista os fatos reais. Outro aspecto relevante é cobrar ações eficazes dos políticos, pois grande parte do que está ocorrendo na economia foi consequência de má gestão administrativa e corrupção, muita corrupção!


Artigo: Ações para manter o seu emprego

Segunda, 16.Mar.2015 | 11h59




Artigo: Ações para manter o seu emprego
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Por Carlos Prates


Tão importante quanto conquistar um ótimo emprego é saber mantê-lo. Infelizmente, muitos profissionais se esquecem ou não atentam para este detalhe essencial. Seguem algumas dicas que poderão contribuir para a manutenção do seu trabalho: 1. Tenha padrões de excelência e trabalhe com determinação. Estabeleça para você, metas audaciosas e não se acomode. Quem tende a fazer pouco, cada vez menos o faz. Esteja preparado para o mercado de trabalho e não, apenas, para a sua atual empresa. Hoje, infelizmente, quem tem um emprego, não tem nenhum. A qualquer instante a sua empresa pode falir, demitir ou ser vendida para outro grupo. Quando isso acontece, há demissões em massa, objetivando “enxugar” a folha de pagamento. 2. Invista em você. Cursos, palestras, videoconferências, livros, revistas, internet. Hoje, as possibilidades são infinitas. A vontade do funcionário é que costuma ser escassa. Tenha sempre uma reserva financeira para investir em sua carreira profissional. Desenvolva um plano de ação com metas pessoais e profissionais. 3. Procure se diferenciar. A concorrência é grande em todas as profissões. Há uma concentração de profissionais nas maiores e melhores cidades do País. Procure se diferenciar e torne-se especialista (sem perder a capacidade de ser generalista). Em muitos casos, é preferível você se preparar para um mestrado do que ficar fazendo cursos de pós-graduação. Avalie o que é melhor. Se você está começando a sua carreira profissional, descubra oportunidades de trabalho em cidades do interior. Você poderá obter experiências maravilhosas, contribuindo para melhorar a qualidade de vida das pessoas e ainda poupar um bom dinheiro para futuras especializações. O custo de vida em cidades do interior é  menor e não tem engarrafamentos no trânsito. A vida é a arte de relacionar com pessoas. Tenha uma agenda atualizada, compartilhe os seus conhecimentos com a sua rede e muito cuidado com o que fala. Seja comedido nos comentários e saiba administrar os conflitos. Caso eles ocorram, deixe uma saída honrosa para as outras pessoas (técnicas de negociação). A vida dá voltas e vocês poderão trabalhar juntos. 5. Aprimore as suas habilidades e competências. Seja qual for a sua profissão, tenha uma visão ampla do mundo e aprimore as suas habilidades de comunicação (verbal e por escrito), atendimento, vendas, relações interpessoais e negociação. Elas são imprescindíveis em qualquer atividade. 6. Esteja preparado para administrar as frustrações. O mundo empresarial e social lhe cobrará sucesso. Porém, antes de alcançá-lo, esteja preparado para enfrentar as frustrações. Mais cedo ou mais tarde elas acontecerão. Todo nós temos saliva, vaidade, inveja, ambição, amor, ódio e ressentimentos. Saiba compreender os seus sentimentos e os das outras pessoas. O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e a tendências de alguns profissionais, infelizmente, é puxar o tapete daqueles que estão no poder para assumir o lugar almejado. Cabe ressaltar que um bom plano não garante a sua execução. Comece com três ou quatro metas importantes e faça avaliações constantes. Ele deve ser flexível e se adaptar às mudanças.


Artigo: Segure com unhas e dentes o seu emprego

Domingo, 08.Mar.2015 | 09h32




Artigo: Segure com unhas e dentes o seu emprego
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Por Carlos Prates

 

Os cenários político e econômico indicam que o ano de 2015 será muito difícil: Juros, dólar e inflação em alta. Do ponto de vista dos investidores e de empresários, a desconfiança sobre o futuro do país é quase unânime. No dia (06/03) foi divulgada lista de políticos que serão investigados pelo STF – Supremo Tribunal Federal, e a mesma envolve o alto escalão do Senado e da Câmara de Deputados. Em resumo, tudo conspira contra o crescimento econômico. Assim, caso não surjam mudanças econômicas eficazes e  que o cidadão volte a acreditar na capacidade da Presidente Dilma Rousseff em continuar administrando o País, teremos uma onda de demissões em todos os setores. Seguem algumas sugestões para enfrentar eventuais momentos de turbulências que se avizinham: 1) Faça diferença e demonstre que você é imprescindível na sua empresa; 2) Busque especializar-se em atendimento e em vendas; 2) Reduza ao máximo as suas despesas e adie as que podem esperar, pois o cenário é de incertezas; 4) Combata todo e qualquer desperdício. Tenha orçamento doméstico realista e com clareza das receitas e despesas; 5) Tenha o Plano B, caso venha a ser demitido. Um bom planejamento requer, no mínimo, três cenários: o pior, o melhor e o intermediário. É bom que você se prepare para o pior, uma vez que, caso ele não ocorra, você deverá estar em melhores condições para aproveitar uma das outras duas opções restantes. 


Artigo: Plano de ação para aumentar as vendas e melhorar o atendimento

Segunda, 19.Jan.2015 | 08h00




Artigo: Plano de ação para aumentar as vendas e melhorar o atendimento

O professor e escritor brumadense, Carlos Prates, autor do livro “A Arte de Atender e Vender no Templo das Compras” (foto), propõe algumas ideias para os profissionais do varejo. Há um ditado popular japonês que afirma: “Todos somos mais inteligentes do que qualquer um de nós”. Assim, um plano de ação bem elaborado e que envolva todos os funcionários da loja poderá colher ideias relevantes e que contribuam para as melhorias contínuas. Algumas das ideias são simples e óbvias, porém, nem sempre as lojas estão colocando em prática. Raramente encontraremos uma ideia que seja a “salvação da lavoura”, capaz de resolver todos os problemas da Empresa. Normalmente, é através da implantação de pequenas e constantes mudanças que resultam nas melhorias dos processos, no atendimento e em vendas. Reúna a sua equipe e mãos à obra: 1) Quais ações podem ser executadas para melhorar a qualidade do atendimento ao cliente? A primeira etapa a ser implementada é a de conhecer as reclamações do consumidor e o que pode estar afastando-o da loja. Se for o comportamento inadequado de um colega, a exemplo do mau atendimento, é preciso dar feedback e corrigir de forma imediata. Um profissional incompetente pode prejudicar a todos que fazem parte da Equipe; 2) O que pode ser feito para aumentar as vendas? Se a loja está com pouco fluxo de clientes, avalie a possibilidade de divulgar a mesma nas Redes Sociais e, cada funcionário com os seus amigos e familiares compartilharem e curtirem as postagens. Exibir produtos promocionais nas vitrines, elaborar encartes e panfletos para distribuição aos clientes. Um aspecto muito importante é aferir a taxa de conversão em vendas dos clientes que entram na loja. Saber por que os mesmos não estão comprando, é fundamental; 3) Defina os principais compromissos que você deve assumir para melhorar o seu desempenho profissional e dos demais vendedores. É preciso que cada profissional esteja consciente que deve se esforçar para aprimorar as habilidades e competências. O varejo é dinâmico e exige treinamento, constantes estudos e ampliação do conhecimento. Aprender é ter vontade e determinação, pois os recursos quase sempre estão disponíveis na loja e também na internet. Como podemos perceber, somente será possível colocar em prática essas e outras ideias, através do trabalho em equipe e contando com o envolvimento direto do lojista e do seu gerente. A liderança é fundamental para o sucesso do projeto.


Varejo: Como conquistar os clientes

Domingo, 04.Jan.2015 | 08h30




Varejo: Como conquistar os clientes

Por Carlos Prates

 

O professor e escritor brumadense, Carlos Prates, autor do livro “A Arte de Atender e Vender no Templo das Compras”,  nos brinda com estas sugestões: 1) Cuide sempre dos detalhes no seu relacionamento com o cliente. Em geral ele gosta de cortesia, rapidez, simpatia e entusiasmo. Um bom dia pessoalmente ou através do telefone facilita o seu atendimento. Quando for pertinente, sorria com o semblante e com a voz. Um sorriso vence obstáculos e facilita a aproximação com o cliente. 2) Use a criatividade  para agregar valor ao seu atendimento. Porém, lembre-se  de que somente cortesia não resolve. Seja competente e conheça o que está oferecendo. Observe e anote tudo que puder ser melhorado. Ponha-se no lugar do cliente e analise as suas possíveis objeções. 3) Faça uso da inteligência emocional. Agimos mais pela emoção do que pela razão. A vida é a arte de relacionar com pessoas e para lidar com elas devemos compreender os seus valores – o que cada pessoa julga importante. Você torce pelo Flamengo e eu sou Vasco. A sua cor predileta é o azul e a minha é verde. Mesmo não concordando com a opinião das pessoas, saiba respeitar e enxergar as questões através do ponto de vista dos outros. 4) Quando possível, trate o cliente pelo seu nome,  pois ele soa como música suave aos seus ouvidos. Deixe o seu nome sempre presente na cabeça do cliente. Avalie a possibilidade de usar um crachá, em local visível, objetivando favorecer a comunicação verbal de ambos. 5) Saiba que o tempo e a paciência do cliente estão cada vez mais escassos. Faça de tudo para que o mesmo sinta-se confortável e prático fazer negócios com você. Valorize o tempo do cliente e o seu. 6) Todos buscamos reconhecimento. Elogie a si próprio e ao cliente, de maneira sincera. Quanto mais fazemos elogios sinceros mais as pessoas desejam ouvir a nossa voz. 7) Persistência e paciência são duas qualidades importantíssimas para o sucesso profissional. Aprenda com os erros e ouça a opinião dos clientes e dos colegas de trabalho. O trabalho de pós-venda é importante para garantir a satisfação do cliente e para que ele volte a comprar. Em geral as empresas gastam muito dinheiro para conquistar um novo cliente e se esquecem de dar um atendimento de excelência para os que já foram conquistados.  Fique atento aos detalhes. Eles podem fazer toda a diferença em nossa vida pessoal e profissional.


Artigo Antônio Torres: 'As calçadas'

Segunda, 15.Dez.2014 | 07h48




Artigo Antônio Torres: 'As calçadas'
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Por Antônio Torres

 

Um administrador público municipal mantinha um programa radiofônico que levava à população tomar conhecimentos das suas realizações à frente da prefeitura. Orientava o povo com relação ao comportamento de consciência e civilização de determinadas situações, entre elas, que os passeios eram a prioridade do pedestre, solicitando se adequarem a esse procedimento eliminando rampas e obstruções dos mesmos, proporcionando livre acesso aos usuários. Ocorre que não houve um decreto para essa finalidade e por conseguinte o povo fez ouvido mouco, não obedecendo a solicitação do alcaide. E continua tudo no mesmo, como dantes, no quartel de Abrantes. O proprietário de um imóvel, no centro da cidade, numa rua de muito movimento, construiu uma rampa na calçada objetivando as suas necessidades sem se importar com os transeuntes. Dessa forma o pedestre é obrigado a se deslocar para a rua, correndo o risco de ser atropelado por um veículo, pois a rampa é muito íngreme, causando dificuldades para o caminhante utilizá-la, e se o fizer, pode se desequilibrar e cair sofrendo consequências, principalmente pessoas idosas de poucos reflexos. Um comerciante vizinho, contou-me que, entre outros, um senhor de idade se locomoveu pela rampa, para não se deslocar para a rua de grande movimento de automóvel, desequilibrou-se, caiu e quebrou um braço. Ocorre que ninguém se responsabilizou pelo acidente nem o proprietário do imóvel nem o poder público, enfim, não se sabe quem é o responsável pela irregularidade. Existe um Código de Postura do Município que, provavelmente, não é acionado, para que esses acontecimentos sejam evitados.  O comerciante, talvez por gozação, disse que o ancião veio depois com o neto para mostrar o lugar da queda que lhe provocou a ocorrência, fazendo   o mesmo percurso.  Escorregou e quebrou o outro braço. Verdade ou não, há de se tomar uma posição firme para que abusos dessa natureza sejam sanados.


Artigo Antônio Torres: Praça Dr. Pompílio leite ou Praça do Jurema

Segunda, 20.Out.2014 | 09h55




Artigo Antônio Torres: Praça Dr. Pompílio leite ou Praça do Jurema
Foto: Wilker Porto | Brumado Agora

Por Antônio Novais Torres

 

As raízes das árvores da Praça do Jurema como é popularmente conhecida a Praça Dr. Pompílio Leite, está com o piso comprometido, as calçadas e alicerces das casas danificados, trazendo transtornos para os moradores circunvizinhos. Abandonada carece urgentemente de providências para sanar esse descuido com uma praça que foi não só um cartão postal da cidade como é um ponto de referência municipal pela sua centralidade. Esse logradouro já foi o point da cidade, havia um grande afluxo de pessoas para este local central da urbe, que exercia fascinação à mocidade e se tornou o ponto de encontro desses jovens. Cabe ao poder administrativo municipal tomar as medidas cabíveis após fazer uma averiguação e estudos pertinentes nos órgãos ambientais, para uma reforma geral de embelezamento do ambiente. É um logradouro central e de grande importância no contexto social e político pela sua localização central, daí merecer atenção especial do poder público para a melhoria da qualidade urbana que proporcione conforto aos usuários.


Brumado Agora últimas notícias